Como prevenir a asma

A ingestão de alimentos processados, ricos em gordura saturada e açúcar, e um baixo consumo de frutas e verduras, podem provocar as crises de asma. Entenda quais mudanças devem ser feitas para que a asma não faça parte da rotina!

Hildemar Santos

Médico e professor da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de Loma Linda (EUA)

2 artigos


15 de agosto de 2018

Aproximadamente 6 milhões de crianças nos Estados Unidos têm asma e mais de 300 milhões no mundo inteiro. No Brasil, estima-se que a asma causa a morte de 3 pessoas por dia e existem mais de 6 milhões de adultos asmáticos no país. Se considerarmos a população infantil, este número passa dos 20 milhões. A asma é considerada a doença crônica mais comum entre crianças. E não apenas isso, mas a doença é a principal causa de emergência, hospitalização e ausência escolar.

Apesar das causas da asma estarem diretamente relacionadas com a poluição, em especial com a poluição interna onde os familiares são fumantes, outras causas têm sido descobertas. Segundo o Dr. Lee (Asia Pac J Clin Nutr,2012, 21, 73-81), uma dieta inflamatória pode aumentar o risco e piorar as crises. A ingestão de alimentos processados, ricos em gordura saturada, ricos em açúcar, e um baixo consumo de frutas e verduras, têm sido implicados na causa da doença. Um estudo da Universidade de Loma Linda, avaliando uma pesquisa com mais de 50 mil crianças na Califórnia, descobriu uma associação da asma com comidas de restaurantes “fast food’’, como batatas fritas e refrigerantes.

Outros fatores têm sido associados, talvez não com a causa da asma, mas, com a provocação das crises como o pólen, a poeira, os ácaros, cheiros fortes de produtos químicos ou mesmo perfumes, pelos de animais, mofo e outros. O exercício classicamente tem sido implicado como fator desencadeante. Porém, o mesmo pode ser um fator protetor já que quando a pessoa aumenta sua capacidade aeróbica pelo exercício reduz as crises asmáticas.

Outros fatores que influenciam as crises de asma

A obesidade tem sido associada à asma por várias razões. Uma delas é porque o peso em excesso requer maior esforço respiratório, principalmente quando a pessoa pratica exercício físico. Outro fator em relação à obesidade é a inflamação. As pessoas com aumento de peso têm uma tendência maior à inflamação, talvez por terem uma dieta mais inflamatória. De qualquer forma, estas pessoas tendem a formar mais muco e as crises asmáticas são piores nestas condições.

O fator psicológico pode também estar envolvido, já que a depressão, a ansiedade, o estresse e outros fatores emocionais podem desencadear as crises e, mais comumente, piorar as mesmas já que a doença tende a produzir pânico. Algumas pessoas precisam de um maior apoio psicológico.

Como prevenção, o estilo de vida ainda é a melhor opção. Uma dieta mais a base de plantas pode ajudar na inflamação e diminuir a produção de muco. Tomar água ajuda a prevenir o aumento da viscosidade do muco. Viver num ambiente menos poluído também ajuda e, finalmente, a parte emocional deve ser avaliada. A família, a religião, o contato com a natureza e as atividades relaxantes são aspectos fundamentais tanto no controle como na prevenção da doença.

Gostaria de compartilhar uma história que ocorreu com um de meus pacientes quando trabalhava na Clínica De São Roque (Hoje Clínica Vida Natural). O indivíduo vivia em São Paulo e tinha duas filhas pequenas, talvez de dois e quatro anos de idade. Desde pequenas elas tinham crises de asma e o nosso amigo vivia no hospital. Crises de asma são apavorantes pois parece que a pessoa vai parar de respirar. Depois de muitos tratamentos, dietas, bombinhas, ele resolveu que deveria fazer algo mais drástico. Resolveu mudar de São Paulo. Procurou um lugar no interior de Goiás onde poderia continuar trabalhando para a mesma empresa. As meninas sararam – miraculosamente- nunca mais tiveram crises de asma.

Qualquer que for o seu problema com a asma, se você é adulto ou criança, procure mudar o estilo de vida em primeiro lugar – se não resolver, mude o lugar. 

“E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente. ”  Gênesis 2:7

Voltar