Anemia ferropriva: sintomas e cuidados

A anemia é a deficiência de ferro no organismo, que causa diversos sintomas. A solução é aumentar o consumo de fontes de ferro. Veja quais são elas!

Marcela Borges

Enfermeira, mestre em Saúde Pública

18 artigos


6 de junho de 2021

A anemia ferropriva, causada pela deficiência de ferro, é a forma mais comum em comparação as demais. Estima-se que 95% das anemias sejam causadas por carência de ferro ou mais nutrientes essenciais como zinco, vitamina B12 e proteínas. 

Assim, quando existe falta de ferro no organismo acontece um efeito cascata: a hemoglobina cai e as hemácias também, esta última responsável por transportar oxigênio para os tecidos do corpo. Por isso a sensação de fraqueza e desmaio são comuns para quem está anêmico.

A saber, os grupos mais afetados pela anemia ferropriva são as crianças, as gestantes, mulheres que amamentam, meninas adolescentes e mulheres adultas em fase reprodutiva.

Curiosamente, as mulheres são mais atingidas pela anemia ferropriva porque perdem ferro na menstruação durante a idade reprodutiva. Porém, homens (adolescentes adultos e idosos) também podem ser afetados pela anemia por deficiência de ferro.

Mulher com a mão na cabeça como se estivesse tonta.
Anemia ferropriva atinge mais mulheres por conta da menstruação e gestação.

Sintomas da carência de ferro

Infelizmente, os sinais e sintomas da carência de ferro são inespecíficos. Por isso, para se confirmar o diagnóstico da anemia ferropriva é preciso realizar exames laboratoriais de sangue.

Ou seja, mesmo que os sintomas da anemia ferropriva não sejam aparentes, fique alerta para alguns sinais. Eles são o aviso para buscar um atendimento médico específico: 

  • Cansaço generalizado
  • Tontura
  • Dor de cabeça
  • Falta de apetite
  • Palidez da pele e mucosas (parte interna dos olhos e gengivas)
  • Apatia levando ao menor rendimento
  • Palpitações
  • Taquicardia
  • Queda significativa de cabelo
  • Unhas frágeis
  • Infecções frequência

Além desses sintomas, a anemia nas crianças vem com um outro alerta: atraso de crescimento e dificuldade de aprendizagem. 

Portanto, a anemia ferropriva pode ser um problema comum, mas deve ser levado a sério. Porque quando há carência de ferro no organismo, é comum haver perda significativa da habilidade cognitiva. Além disso, a anemia pode estar associada em até 50% das mortes de mulheres no parto. 

Alimentos ricos em ferro

De fato, o ferro pode ser fornecido ao organismo por alimentos de origem animal e vegetal. Mas, saiba que ao contrário do que muitas pessoas pensam, o leite e o ovo não são fontes tão importantes de ferro. Embora já existam leites enriquecidos com este mineral. 

Com isso, entre os alimentos de origem vegetal ricos em ferro temos:

  • Folhosos verde-escuros: agrião, couve, cheiro-verde, taioba, etc.
  • Leguminosas: feijões, fava, grão-de-bico, ervilha e lentilha
  • Grãos integrais ou enriquecidos
  • Nozes e castanhas
  • Melado de cana
  • Rapadura
  • Açúcar mascavo 

Vale aqui também um destaque para a soja, pois o grão e seus derivados são ricos em ferro. Por exemplo, o tofu (queijo de soja) contém 5,36mg/100gr de ferro.

Isso quer dizer que ele tem três vezes mais ferro que a carne ou o queijo fresco. Já o leite de soja contém 0,58mg/100g, dez vezes mais que o leite de vaca.

Combine ferro com vitamina C

Uma outra dica importante: combine o ferro com a vitamina C. Essa combinação promove uma maior absorção do nutriente.

Atualmente, recomenda-se que em cada refeição tenha pelo menos 30 mg de vitamina C (o suco de limão fornece essa quantidade de vitamina C), pelo efeito benéfico sobre a absorção do ferro.

Então, tempere suas saladas de folhas verdes e cruas com suco de limão. Outra forma também para é fazer sucos com a mistura de alimentos fontes de ferro e vitamina C.

Existem, pelo menos, 9 combinações de suco que une a vitamina C com o ferro e que são super fáceis de fazer!

Por fim, é importante ressaltar que existem diferentes níveis de anemia que podem variar de moderada a grave. Em alguns casos, é necessária a reposição do ferro e outros minerais para o tratamento.

Portanto, se você estiver sentindo alguns dos sintomas acima, busque atendimento médico e siga as orientações deste profissional.

E se você gostou deste artigo, compartilhe! 🚀

Voltar