Força muscular: saúde para todas as idades

De forma equivocada, muitos acreditam que os exercícios voltados para força muscular é pura vaidade. Mas a realidade é que eles são essenciais para quem busca saúde física.

Shaiane Oliveira

Personal Trainer especialista em treinamento funcional e pilates // Instagram: @Shai_personal

1 artigos


17 de dezembro de 2019

Manter um volume de massa muscular é fundamental para uma vida saudável em todas as fases e idades. Por isso, ter força muscular é ter saúde.

Sem dúvida, uma musculatura tonificada e fortalecida, permite uma melhor movimentação em atividades básicas da nossa rotina, como caminhar, agachar, levantar ou carregar sacolas.

Por isso, é importante entender que ter força muscular é questão de saúde e não estética.

Força muscular não é vaidade

De forma equivocada, muitos acreditam que o exercício voltado para o aumento de força muscular é questão de estética e limitado para jovens ou atletas.

Porém, não dar a devida atenção para este tipo de atividade é, muitas vezes, prejudicar a saúde como um todo.

Por certo, os músculos dos membros superiores e inferiores precisam ser exercitados.

Quando isso ocorre, estes músculos se desenvolvem e proporcionam equilíbrio, postura e estabilidade na coluna vertebral.

Além disso, melhora o sistema cardiovascular e controla o metabolismo, sendo essenciais na manutenção ideal do peso.

Fora estes benefícios, o treinamento de força muscular é fundamental para a prevenção e tratamento da osteoporose, porque a densidade óssea está relacionada com o percentual de massa muscular.

Bom, esses são apenas alguns dos benefícios de mantermos um bom índice de massa muscular magra no nosso corpo.

Mas pra não restarem dúvidas, vamos explicar o que é massa magra e massa gorda.

O treinamento de força muscular é o ideal para a prevenção de osteoporose e outros problemas ósseos.

O que é massa muscular magra e gorda

Entenda, o peso corporal é composto pelo que chamamos de massa gorda e massa magra.

No caso, massa gorda é a gordura que temos no corpo. E a massa magra é o conjunto formado por nossos músculos, órgãos, ossos, sangue e demais líquidos corporais.

Então, para saber se o seu peso está adequado à sua altura e se você está saudável, é preciso ir além do peso corporal da balança e o calculo do Índice de Massa Corporal (IMC).

Para isso, existem algumas técnicas e parâmetros que são usadas pelos profissionais de saúde, que avaliam de forma mais precisa esses valores.

A concentração de massa corporal é diferente entre homens e mulheres. / Design: Denise França

Como conhecer meu percentual de massa muscular?

Primeiro, é necessário fazer o exame de Bioimpedância, que por meio de uma corrente elétrica, avalia o peso da sua massa magra e da gordura, bem como o percentual de hidratação.

Esse procedimento é rápido e indolor, mas requer preparo: não ingira bebidas e alimentos estimulantes, bebidas alcoólicas e não faça atividade física 24 horas antes.

No caso, para as mulheres, o exame não deve ser realizado durante a menstruação: nem cinco dias antes, nem cinco dias depois, pois os valores ficam alterados.

Além disso, existem fórmulas que levam em consideração as circunferências e dobras da pele nas regiões com mais gordura corporal como o abdômen, costas, braço e coxa.

Para isso, o nutricionista ou educador físico medem a quantidade de gordura localizada e, com isso, definem um plano de treino e alimentação.

O objetivo é diminuir essas gorduras em certas regiões do corpo e melhorar o ganho de massa muscular.

Como aumentar os níveis de massa muscular

Então, se você já pratica e gosta de atividades aeróbicas – caminhadas, pedaladas, corridas – continue!

Porém, elas por si só, não te ajudam a ter um volume muscular ideal para sua saúde.

Para isso, o interessante é complementar treinos aeróbicos com outros tipos de treinos de força como musculação, treinamento funcional, pilates, entre outros. Ah! Essa dica de ouro vale para todas as idades, ok?

Fora isso, é importante associar a prática de exercícios físicos a uma alimentação equilibrada, rica não apenas em proteínas, mas também em carboidratos, cereais integrais, vitaminas e minerais.

Uma outra forma de aumentar os ganhos de massa muscular é descansar dos treinos para recuperação muscular.

Por fim, você deve se se hidratar antes, durante e depois dos treinos para ajudar na síntese proteica.

Bom, se você ainda tem dúvidas sobre como adquirir força muscular, procure um profissional competente.

E não perca mais tempo: comece logo o seu treinamento!

Este post te ajudou? Então compartilha com seus amigos!

Voltar