Saúde dos rins: como está a sua?

A saúde dos rins é fundamental para funcionamento do corpo todo. Pois quando os rins estão fracos, o corpo todo sofre. E aí, como anda a saúde dos seus rins?

Colunistas

30 artigos


7 de junho de 2022

Nossos rins são órgãos que, quando saudáveis, limpam o sangue removendo o excesso de líquidos, minerais e resíduos. Por isso a saúde dos rins é tão importante!

Agora, quando a saúde dos rins está debilitada, pois os órgãos não estão funcionando bem, um acúmulo de líquidos e toxinas começam a se formar no organismo. E essa é uma situação muito perigosa!

Isso ocorre por exemplo, quando a pressão arterial se eleva e o corpo retêm mais líquido do que deveria ou, até mesmo, produz menos glóbulos vermelhos do que o suficiente.

Dessa forma, ocorre a insuficiência renal, pois os rins perderam a capacidade de realizar suas funções básicas.

E na condição dos rins falharem, será necessário um tratamento para substituir as funções que eles normalmente desempenham. Por isso, saber como anda sua saúde renal é tão importante.

Se você ainda tem dúvidas sobre o assunto veja o próximo tópico:

Qual a principal função dos rins?

Inegavelmente, os rins desempenham uma função primordial no corpo humano.

Com a finalidade de filtrar o sangue para eliminar substâncias nocivas ao organismo, como amônia, ureia e ácido úrico, os rins também atuam na produção de substâncias importantes para sua saúde.

Além disso, os rins também trabalham para manutenção do equilíbrio de eletrólitos no corpo – sódio, potássio, cálcio, magnésio, fósforo, bicarbonato – uma vez que esses eletrólitos ajudam na regulação das funções dos músculos e nervos.

É interessante saber, que os rins são formados por cerca de 1 milhão de pequenas estruturas chamadas néfron. Cada pequeno néfron tem a função de eliminar os resíduos do sangue, controlar a quantidade de líquidos no organismo, regular a pressão arterial, secretar hormônios e produzir urina.

Por isso, o néfron é chamado de unidade funcional do rim, uma vez que cada néfron realiza todas as funções renais.

Saúde dos rins : laranja, limão, folhas verdes, melancia, romã, alho, maçã, melão, gengibre, cúrcuma, cenoura, pimentão vermelho são alguns dos alimentos que ajudam a limpar os rins.
Saúde dos rins : laranja, limão, folhas verdes, melancia, romã, alho, maçã, melão, gengibre, cúrcuma, cenoura, pimentão vermelho são alguns dos alimentos que ajudam a limpar os rins.

Saúde dos rins: classificação de doenças

Quando falamos da saúde dos rins, temos que olhar para o outro lado da história: os problemas renais. Existem quatro classificações que definem os problemas nesse órgão:

  • Doenças pré-renais: são doenças que surgem em outros órgãos, como insuficiência cardíaca. Os rins devem purificar cerca de 180 litros de sangue por dia, mas diante de uma insuficiência cardíaca pré-existente, o rim acaba não recebendo a quantidade ideal de líquido que precisa para funcionar.
  • Doenças renais: são aquelas que se apresentam no próprio tecido renal. O rim tem seu formato parecido com um feijão e na sua parte externa, ou seja, o córtex renal, é o local que filtra. Lá encontramos os néfrons, que por sua vez possuem um órgão especial chamado glomérulo, que pode ser danificado por diversas doenças.

Doenças que afetam a saúde dos rins: diabetes, hipertensão e qualquer outra doença que possa alterar uma artéria, como a aterosclerose, dislipidemia (colesterol alto), triglicerídeos altos, prejudicam as artérias renais.

Para deixar ainda mais claro vamos comparar com um exemplo da vida cotidiana: é como se o filtro de diesel de um veículo estivesse danificado.

  • Doenças pós-renais: são, principalmente, doenças obstrutivas. Podem ser causadas por alguma má-formação ou porque existem litíases (pedras nos rins). Também podem ser causados ​​por tumores, até mesmo tumores que não são específicos do rim, mas sim tumores que pressionam o ureter e então, o esvaziamento necessário não ocorre de maneira adequada. Em todos esses casos, o rim fica com um grau de hidronefrose, que é um grande inchaço, pois não consegue eliminar bem o seu conteúdo.

Saúde dos rins e as principais causas dos problemas renais

As doenças renais apresentam sintomas específicos?

Certamente este ponto é muito importante de esclarecer pois, acredite, muitas patologias renais são silenciosas, não apresentam sintomas em seu estágio inicial.

Entretanto, existem sintomas que estão ligados a outras doenças que podem ser o gatilho para danos nos rins.

Por exemplo, se um indivíduo tem febre e/ou ardor ao urinar, já é uma indicação clara de que esse desconforto pode ser de origem nefrológica.

Além disso, quando existe dor na cintura ou na parte inferior das costas também pode ser um alerta. Como os rins estão localizados na parte inferior das costas, isso pode ser um sinal de que não estão bem.

Outro sintoma que pode ocorrer é a urina com característica de espuma, e neste caso podemos estar diante de proteinúria, que é a presença de grandes quantidades de proteína na urina.

Bem como a poliúria, quando a pessoa passa a eliminar quantidades excessivas de urina, no caso, eliminar mais de 3 litros de urina por dia. Se esses sintomas persistirem, a recomendação é procurar um médico.

Por último, mais um sintoma que deve chamar a atenção é a urina escura. Existem medicamentos e alimentos, como a beterraba, que deixa o xixi mais escuro.

Fora isso, se a urina estiver escura, mais densa ou hematúria (presença de sangue na urina) precisa de análise clínica para descartar qualquer patologia nefrológica.


Receitas para limpeza renal

Qual é a melhor maneira de cuidarmos de nossos rins?

Sem dúvidas, para manter a saúde dos rins a água é fundamental. Os rins precisam de água para poder funcionar bem e realizar a filtragem que o corpo necessita.

Para isso, cada pessoa deve beber pelo menos oito copos grandes de água por dia, digamos que pelo menos 2 litros de água/dia. Lembrando que nenhum outro tipo de líquido substitui a água.

No caso, se a pessoa transpira muito ou realiza atividade intensa, deve-se ter um cuidado especial para aumentar o consumo de água para compensar essa perda adicional que ocorre pela transpiração.

ATENÇÃO: Não espere sentir sede ou sensação de língua seca para tomar água, pois esses sintomas simples já são sinais claros de que existe desidratação.

Uma boa prática é beber um ou dois copos de água com o estômago vazio, assim que se levantar, e continuar ao longo do dia com uma boa ingestão de água, nunca inferior a 2 litros.

Por outro lado, nunca beba água demais. Isso pode ocasionar uma diluição da quantidade ideal de sódio no corpo. Quantidades baixas de sódio também são a causa de problemas renais. Por isso equilíbrio é tudo!

Por fim, cuidar da saúde dos rins é prevenir doenças que conhecemos como “doenças do estilo de vida“: diabetes, hipertensão e doenças reumáticas. Cuide bem dos seus rins!

Envie este post para alguém que quer ter mais saúde!

Entrevista com Dr. Flavio Rodríguez Nefrologia – Plata Adventist Sanatorium

Voltar