Ansiedade: como afastar este mal da sua vida?

A ansiedade é um problema da vida moderna e, muitas vezes, um tratamento específico é necessário.

Alessandra Guimarães

Jornalista e Gestora de Conteúdo

24 artigos


12 de novembro de 2019

Já ouviu falar sobre transtorno de ansiedade? Se você não sofre com este problema, possivelmente alguém do seu convívio sofre!

Pasmem: o brasileiro é o povo mais ansioso do mundo!😲

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, quase 10% dos brasileiros convivem e sofrem com algum transtorno de ansiedade. Este índice é três vezes maior do que a média mundial.

Entre este grupo, as mulheres são as que mais convivem com o problema, seguindo uma tendência mundial.

Alguns especialistas apontam que a desigualdade social, privações e traumas na infância são fatores de risco para o transtorno de ansiedade.

Além disso, o estresse também pode colaborar para o desenvolvimento do transtorno.

Mas a ansiedade sempre será prejudicial para a saúde? Bom, vamos ver!

Mulher com trança, camiseta bege, com a mão esquerda sobre os dentes mostrando ansiedade.
Ansiedade e as mulheres: entre o grupo dos ansiosos brasileiros, elas são a maioria.

Ansiedade: quando ela faz mal

Antes de mais nada, é importante dizer que a ansiedade pode ser benéfica ou prejudicial, dependendo das circunstâncias ou intensidade.

Na medida correta, a condição estimula o indivíduo a entrar em ação, mas em excesso, faz exatamente o contrário e impede reações.

E é aí que mora o problema!

Pois, existe um momento que a ansiedade passa a ser algo preocupante para a saúde.

Isso acontece quando as preocupações, tensões ou medos exagerados – sabe aquela pessoa que NUNCA relaxa? – começam a fazer parte do dia a dia.

Além disso, outra característica que mostra que a ansiedade está em um nível preocupante, é quando a pessoa vive na iminência de uma catástrofe ou preocupações exageradas com a saúde, trabalho, família, etc. 🤯

A saber, quando a ansiedade chega a um nível onde o indivíduo não consegue controlar seus medos e tensões, e isso começa a ter influência negativa no dia a dia, quer dizer que chegou a de procurar um especialista.

Entenda, um diagnóstico precoce e preciso, juntamente com um tratamento eficaz e o acompanhamento especializado por um período, são essenciais para obter melhores resultados e menores prejuízos.

A sua saúde mental é tão importante como a física, por isso deve ser cuidada com todo o empenho possível, ok?


Ansiedade excessiva: psiquiatra esclarece mais sobre o assunto.

Ansiedade natural: como controlar?

A vida moderna nos leva a viver de forma ansiosa, por isso é necessário tomar atitudes que vão diminuir esta tensão.

A primeira dica para isso é eliminar a correria da vida. Parece impossível, mas não é. Separe momentos do dia para se alimentar com calma, sem pressa.

Outra dica, não faça várias atividades ao mesmo tempo. Faça uma coisa de cada vez! Por outro lado, não procrastine. Não deixe tarefas pendentes.

Não permita que pensamentos negativos cresça em sua mente. Interrompa a negatividade assim que ela surgir no seu íntimo.

Da mesma forma, pare de viver do passado ou futuro. A ansiedade reside nestes dois aspectos. Por isso, viva o presente, viva o agora.

E, por último, pratique exercícios! Você já viu esta dica em uma série de posts aqui no portal porque os exercícios são FUNDAMENTAIS para a saúde do corpo e da mente.

Quer viver uma vida em paz, longe da ansiedade que consome o dia? Então se movimente! Gaste energia!

Se este post te ajudou, então compartilhe com seus amigos!

Voltar