Envelhecimento feminino: como lidar?

O envelhecimento é um processo natural da vida, mas para as mulheres pode ser um pesadelo. Mas é possível encarar essa fase da melhor forma possível!

Colunistas

26 artigos


7 de março de 2021

Envelhecer é um processo natural para qualquer indivíduo. Mas mulheres e homens se preocupam de forma diferente com essa fase. Na verdade, o envelhecimento para as mulheres é uma preocupação que chega bem mais cedo.

Mas independente do sexo, o envelhecimento é diferente para cada pessoa. Pois se trata de um processo individual, que cumpre o seu próprio ritmo, sendo gradativo para uns e mais rápido para outros.

Agora, em relação ao processo de envelhecimento, ele é dinâmico, progressivo e irreversível para todos, e provoca redução e alterações das capacidades fisiológicas.

Dentro das alterações fisiológicas principais estão a redução da capacidade auditiva, visual e gustativa.

Além disso, ocorre também uma importante diminuição da água corporal (de 70% nas crianças para 52% no idoso), diminuição de peso e estatura, alterações na pele, diminuição da força e tônus muscular, diminuição da capacidade respiratória, problemas cardiovasculares, renais, entre outras mudanças.

Mas, por mais que existam essas perdas nas funções fisiológicas a medida que a mulher adulta envelhece, isto não deve ser automaticamente associado ao fato dela se tornar incapaz.

Ao contrário, ela ainda é plenamente capaz de realizar suas atividades, quer sejam físicas ou cognitivas. Além de que manter-se ativa irá postergar os danos do envelhecimento.

Pense no envelhecimento como um ciclo presente para todos, e que envelhecer é um processo natural da vida.

Ou seja, o envelhecimento para as mulheres é algo natural. Porém, o mais importante é saber que algumas atitudes podem ser tomadas para tornar o processo do envelhecimento algo saudável e pouco impactante.

Conforme a ciência descobriu, tanto os fatores genéticos como os ambientais determinam a forma como passamos pelo processo do envelhecimento, e que o estilo de vida pode acelerar ou retardar este processo.

O medo do envelhecimento está inerente a mulher desde muito cedo. Pesquisas apontam que a preocupação com o anos começa a partir dos 30.

Envelhecimento, climatério e alimentação

As maiores mudanças na vida da mulher começa na fase do climatério, que é o período da transição da vida feminina reprodutiva. É uma fase que requer paciência e conhecimento, por isso já escrevemos aqui sobre a importância de entender o processo da menopausa.

E para que o processo de envelhecimento nesse período seja positivo, existe um grande aliado: a alimentação saudável.

E um dos grandes objetivos da nutrição, no período do climatério, é prevenir o aumento de peso, as doenças cardiovasculares e o desenvolvimento da osteoporose.

Por isso, e por conta das alterações fisiológicas, algumas mudanças dietéticas devem acontecer. Isso para complementar o que está sendo perdido e reforçar outros aspectos, promovendo mais saúde para o futuro.

Na verdade, o ideal é manter bons hábitos alimentares ao longo da vida, mas se você ainda não deu esse passo e deseja um envelhecimento saudável, na fase climatérica é o grande momento para fazer essas mudanças.

Primeiro ponto é escolher alimentos de alta qualidade nutricional, evitando aqueles que fornecem as chamadas “calorias vazias”, que são os que contêm muitas calorias mas poucos nutrientes. E um bom caminho para a escolha correta é entender os rótulos dos alimentos, por exemplo.


Como fazer boas escolhas!

Quando a maioria da nossa dieta é composta por alimentos com elevada densidade nutricional e alimentos antioxidantes (vitaminas e minerais), o processo de envelhecimento é visivelmente atenuado.

De tal forma que pode ser visto na pele, na disposição para as atividades do dia e na boa saúde de forma geral.

Então, o que comer?

Bom, aqui estão algumas recomendações alimentares visando diminuir o impacto do envelhecimento feminino:

  • Evite o consumo elevado de farinha branca. Escolha farinhas integrais e diminua o consumo de massas e outros alimentos feitos de farinha.
  • Evite o consumo de açúcar refinado. Há muitos produtos no mercado que contém açúcar, por isso, preste atenção aos rótulos do que você leva para casa.
  • Beba água. Nunca esqueça que a hidratação deve ser diária, distribuída ao longo do dia, e reforçada por ocasião do exercício físico e da exposição a temperaturas elevadas. Mas você deve, no mínimo, consumir 2 litros de água todos os dias.
  • Consuma frutas e legumes diariamente. Varie as cores das frutas e dos vegetais, porque existem componentes importantes que só a variedade irá trazer. A distribuição das porções ao longo do dia pode ser assim: 2 porções de legumes e 3 porções de frutas.

Por mais que essas recomendações pareçam gerais, particularmente, para as mulheres adultas, estas precauções alimentares fazem com que os sintomas do envelhecimento fisiológico abrandem ou mesmo desapareçam.

As rugas e a elasticidade da pele

Sem dúvidas, falar sobre envelhecimento é pensar em rugas também. Afinal, esse é um sinal aparente que o tempo está passando.

O envelhecimento saudável não é apenas esconder rugas no rosto, mas fortalecer a pele para que as linhas indesejadas deixem de aparecer e a pele recupere a elasticidade e a boa cor.

Uma fórmula muito eficaz é diminuir o consumo de alimentos gordurosos e aumentar o consumo daqueles que contém fibras.

Esta fórmula consegue controlar a ingestão de calorias sem alterar a quantidade de energia que o organismo necessita e, ao mesmo tempo, a fibra promove o trabalho do sistema digestivo o que ajuda deixar a pele bonita.

Além disso, na hora de cozinhar, faça uso de métodos sem óleo ou gorduras, procure cozinhar no vapor. E nunca se esqueça de incluir frutas e legumes crus nas refeições diárias.

Mas também é preciso ter em mente que, ao consumir frutas, a quantidade ideal e saudável de açúcar da frutose já está sendo absorvida pelo organismo. Então não precisa de mais açúcar!

Mesmo porque, outros alimentos que contenham açúcar irão gerar um consumo extra, mesmo que sejam menos refinados como por exemplo o demerara e mascavo. Estes açúcares menos refinados são preferíveis ao açúcar branco, mas lembre-se que eles ainda são fontes de calorias.


Tenha hábitos saudáveis e envelheça com saúde

Envelhecer com força 💪

Por fim, algo muito importante pra levar em conta na fase adulta feminina é a quantidade de cálcio. E a fonte mais natural do cálcio é a alimentação.

A saber, a densidade mineral óssea que uma mulher mantém será um fator determinante no aparecimento de problemas como osteoporose, fraturas recorrentes, problemas em manter o equilíbrio, fragilidade do sistema ósseo muscular em geral.

Além do fato do cálcio ser encontrado em produtos lácteos (leite, iogurte), existem bebidas feitas de soja, amêndoas e outros alimentos muito bons, aos quais o cálcio é adicionado no processo de fabricação, tornando-se uma fonte saudável deste elemento tão necessário.

Além desses você ainda pode encontrar o cálcio na chia, aveia, linhaça, semente de gergelim, grão de bico, espinafre e brócolis. Então aproveite este alimentos!

Na verdade, todas estas orientações alimentares mencionadas não favorecem apenas a pele ou a saúde dos ossos, mas ajudam também a manter saudável o sistema cardiovascular, controlando os níveis de pressão arterial, e o sistema nervoso, provendo o descanso reparador e fornecendo energia para o dia.

Bom, o envelhecimento é um processo natural da vida. Mas você pode escolher como vai passar por esta fase.

Da melhor forma possível, minimizando as consequências? Ou da pior forma, maximizando os efeitos do envelhecimento? Tudo vai depender da sua escolha!

Gostou deste post? Então compartilhe e ajude outros!

Emilce Suschevich, nutricionista do Sanatório Adventista Del Plata

Voltar