O natal perdeu a graça?

Esse ano o natal perdeu a graça? Pode parecer que sim, pois afinal, a pandemia ainda assusta. Mas será que não sobrou nada para agradecermos e celebrar?

Colunistas

26 artigos


21 de dezembro de 2020

Quando dezembro chega, o ambiente já fica diferente. As decorações de natal tomam as cidades, casas, lojas e os diversos ambientes comuns que transitamos. Não tem como negar: o natal é uma data especial!

Entretanto, parece que o natal de 2020 será diferente. Como tudo neste ano que fugiu da normalidade, o natal não fugirá a realidade.

O isolamento social e seus efeitos emocionais já foram suficientes para tirar o mundo todo do eixo.

Além disso, as vidas perdidas, as famílias incompletas, os queridos que ainda estão lutando para sobreviver, dão a impressão de que não há nada para comemorar neste ano.

Mas será que só nos resta pensar que o natal não vai ter graça? A resposta é não. Mesmo nestes dias devastadores, ainda há esperança! E eu vou te mostrar o por quê.

Decoração de natal, mão com luvas segurando máscara.
Será que o natal perdeu a graça? Existem motivos para agradecer?

Por que o natal é importante?

Há mais de dois mil anos, um jovem casal procurava em Belém – território de Israel – desesperadamente um lugar para dar à luz a seu bebê.

A cena poderia ser corriqueira para a época, mas o evento mudaria a história do mundo e a sua história também. Nada seria como antes!

Mas não havia lugar nas hospedarias da cidade para receber esta mãe em trabalho de parto. O local encontrado por José e Maria para o nascimento do bebê foi um estábulo.

Então, numa humilde manjedoura – local onde colocavam o alimento para os animais – Jesus nasceu.

Esse menino, nascido em berço simples, veio a mundo com a missão de salvar a humanidade da morte eterna. Sem Ele, não teríamos esperança de salvação. Por intermédio de Jesus, fomos reconectados com Deus.

Apesar de sabermos que Jesus não nasceu exatamente nesta data, 25 de dezembro, o natal é a grande oportunidade de celebrar o nascimento Daquele que trouxe salvação para as nossas vidas.

Na época do nascimento de Jesus também não foi fácil para José e Maria, seus pais. Quando Jesus ainda era um bebezinho, o casal teve que fugir para preservar a vida do seu filho (Mateus 2:13).

Veja que muitas dificuldades, desânimos, tristezas vieram na vida de José e Maria, mesmo carregando a Esperança no colo literalmente!

E nossa vida não é diferente: o choro vem, a tristeza toma conta, o medo aprisiona. O natal pode parecer sem graça nesse ano, mas isso não quer dizer que não haja motivos para celebrar!

A esperança de um mundo onde não haverá dor já é o grande motivo para agradecermos nesse natal! ❤️⭐


Para agradecer

Certamente você não vai esquecer dos momentos difíceis do ano, mas se concentre em pensar nas bênçãos que você recebeu e nos momentos especiais que viveu, apesar da pandemia.

O natal nesse ano, mais do que nunca, deve ser momento de agradecer pelo cuidado e carinho de Deus na sua vida e de quem você ama.

Não importa o que esteja debaixo da árvore ou sobre a mesa, o importante é estar grato por aqueles que estão ao redor de nós, mesmo que distantes fisicamente.

Portanto, neste natal, seja grato e compartilhe o que tem, agradeça por aqueles que fazem parte da sua vida.

Quando as lágrimas caírem de saudades por aqueles que se já foram, lembre-se que, por que Jesus nasceu, há esperança do reencontro.

Viva o natal, celebre o nascimento de Cristo!

Soledad Araujo – Capellania do Sanatório Adventista del Plata (Argentina)

Voltar